Mostrar mensagens com a etiqueta Viagens. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Viagens. Mostrar todas as mensagens

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Teatro Circo de Braga.

Olá!

Meninas, quando estive em Braga na noite branca, fui visitar o Teatro Circo, um lugar lindo, rico em detalhes e história. Vamos conhecer um pouquinho?















A faixada...



O Teatro Circo localiza-se na Avenida da Liberdade n.º 697, na freguesia de São Lázaro, cidade e concelho de Braga, distrito de mesmo nome, em Portugal. É considerado o mais prestigiado teatro bracarense. Encontra-se classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1983.
Foi construído em 21 de abril de 1915 pelo arquicteto (arquiteto) João de Moura Coutinho.
OBS: Um pouquinho da história e a vista da faixada do teatro, foram tiradas do site Wikipédia, e para quem quiser conhecer mais um pouquinho, é só clicar aqui.

Na Avenida da Liberdade tem esse lindo e florido jardim...





Logo que entrei dei de cara com esse gigantesco espelho, e logo pensei que era o sonho de consumo de qualquer mulher...😊


Depois a minha direita, tinha essa escada rica em detalhes dourados que subimos para a sala de espetáculos...


Logo que entrei já tirei foto na primeira "fileira" de uma das entradas da sala de espetáculos...


Agora dêem uma olhada na sala de espetáculos, que é a sala principal do teatro com pinturas de Benvindo Ceia...


















O palco...




Depois no andar de cima, tem uma outra sala (pena que na foto saiu escura, mas no vídeo da para ver melhor), que é uma sala onde antigamente as pessoas iam socializar entre um espetáculo e outro...




Segue abaixo o vídeo com um pouquinho mais de detalhes...



Espero que tenham gostado de conhecer um pouquinho desse espaço lindo e cheio de detalhes e história.
Vocês sabem que eu amo falar um pouquinho dos lugares e o que eles representma para a população, teatro é cultura, e cultura é vida, ainda mais nesse lugar que fiquei encantanda pelos detalhes com as cores predominantes em dourado e vermelho (que aqui se diz encarnado). Os estofados eram todos em veludo vermelho, sem contar nos enormes lustres em cristais..., pena que o horário era pouco, pois não me importava nada de ficar horas e horas admirando e apreciando cada um deles...
Quando entrei fiquei admirando o saguão, e fiquei minutos olhando, e as pessoas que estavam comigo até falaram, para andar que tinha mais...kkk, e gente, é sério, fiquei surpreendida com o restante, por isso disse que não me importava nada de ficar horas e horas, quem sabe para uma próxima...

Bjinhos ❤

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Look de final de semana.

Olá!

Meninas, mas uma semana que se inicia, e como hoje é segunda-feira, vim compartilhar o look que usei para ir conhecer uma cascata.
Vejam! *.*

Escolhi um vestidinho leve em viscolycra azul marinho, coloquei spadrilles de listras, e fiz um leve mix de estampas com o lencinho, bolsa amarela para dar um toque de cor e contrastar com a estampa do lenço.







Um pouquinho da cascata...
Para quem quiser conhecer a Cascata da Cabreia, localiza-se na Serra da Cabreia na freguesia da Silva Escura, concelho de Sever do Vouga e distrito de Aveiro em Portugal.







Look simples, leve e confortável, ótimo para lugares assim não acham?

Espero que tenham gostado.

Tenham uma excelente e abençoada semana...Bjinhos

domingo, 10 de julho de 2016

Aventura em Passadiços do Paiva.

Olá!

Meninas, já estava com saudades de fazer esses posts, onde divido a experiência de conhecer mais um cantinho de Portugal com vocês, quem se lembra desses posts? Pois bem, e hoje vim compartilhar a experiência incrível e de muita superação pessoal, que foi conhecer um paraíso em Portugal chamado de Passadiços do Paiva, vamos conhecer um pouquinho dessa história?


Os Passadiços do Paiva localizam-se na margem esquerda do Rio Paiva, no concelho de Arouca, distrito de Aveiro. São 8 km que proporcionam um passeio "intocado", rodeado de paisagens de beleza ímpar, num autêntico santuário natural, junto a descidas de águas bravas, cristais de quartzo e espécies em extinção na Europa. O percurso estende-se entre as praias fluviais do Areinho e de Espiunca, encontrando-se, entre as duas, a praia do Vau. Uma viagem pela biologia, geologia e arqueologia que ficará, com certeza, no coração, na alma e na mente de qualquer apaixonado pela natureza.

Fonte e um pouquinho mais da história aqui.

E aqui começa a minha experiência nessa aventura...

Para conseguir o convite para passeio, já que pelo site estava esgotado nos próximos finais de semana, paramos em Arouca para almoçarmos, e conseguimos fazer a reserva pelo o restaurante Tasquinha da Quinta paga se 1,00€ por pessoa o passeio.
Eu super recomendo almoçar lá, a comida é típica portuguesa e pratos regionais, preço bom e comida caseirinha, é uma combinação perfeita para mim ;-).


Pedimos entrecosto grelhado, acompanhado de batata frita e salada mista, rendimento 2 pessoas (até 3, se comer pouca carne como eu...kkk), e o preço ok.
Também tem entradinhas, tábua de frios..., que são top ;-)!
Ah, sugiro ligar e fazer a reserva antes para almoçar, porque lota o restaurante.


Logo que chega já são feitas as reservas para o passeio, e é impresso essa folha...


Depois da pança cheia...kkk...hora de começar o passeio...

O Passadiço é composto por duas extremidades, uma é Areinho e outra Espiunca, mas nos foi sugerido começarmos pela Espiunca, porque o passeio começa no plaino e para o final as escadas, e depois que fiz o percurso, super amei a dica, porque para mim que não estou habituada á essas aventuras, começar no plaino e guardar energia para o final, que só são 1.378 degraus de escada (e eu fui mentalmente preparada para 500 degraus, veja lá, a informação que me deram...kkkk...), foi super importante, então fica a dica aqui também ;-)...
 

Pelo caminho temos essa visão...
 






Durante o percurso encontramos a praia fluvial do Vau.
OBS: Essa praia tem como ir sem ter que fazer o passadiço.
Foi onde dei uma paradinha para um lachinho, e claro descansar um pouquinho...





Depois do lanchinho, segue o passeio, e logo após a praia fluvial do Vau, encontramos uma ponte (que quis atravessar na volta, já que na ida tinha muita gente á espera, e ainda faltava mais ou menos 5 km pela frente, então não queríamos "perder" tempo, já que na volta estaríamos mais tranquilos...).
Essa ponte é aquelas que vemos nas trilhas de esportes radicais, que fica ao meio dos rios, a metros de altura, sabem? Pois bem, a princípio fiquei meio "reciosa", uma vez que temos a imagem que balança e tudo mais..., e uma ponte que balança nas alturas, não é propriamente uma coisa lá muito confortável de se fazer, não é mesmo? Mas mesmo assim fui, e posso afirmar que é bem tranquilo, balança um pouquinho, porque é composta por cabos de aço, e é normal que balance um pouquinho, mas a sensação é muito boa, e me superei...
Confesso que já estava com as pernas bambas, porque já tinha feito ao todo 2.756 degraus, e quando atravessei essa ponte parece que até aliviou...kkkk...incrível a sensação e o lugar é tão lindo, e depois paramos e tomamos uma água fresquinha da fonte que tinha lá..., e foi mais incrível ainda esse contato com a natureza..., que ao meu ver é PERFEIÇÃO DE DEUS


E aqui começa as danadinhas das escadas...





As fotos foram tiradas na volta...








E esse zero é quando chegamos á outra extremidade, que fica em Areinho, que pode ser o começo também, para quem não se importar de começar com as escadas, mas já aviso, que é melhor "guardares" as energias para o que vem pela frente...kkk...
 
OBS: E para quem qiser terminar o passeio por aqui, tem como pegar um táxi e voltar.


E também aqui tem uma praia fluvial, e ao lado direito tem um barzinho, que paramos para descansar e tomarmos um geladinho (sorvetinho)...
 

E depois desse percurso que no site diz ser 8 km, mas no relógio TomTom marcou 8,5 km :-), é hora de voltarmos o percurso...
Quando estávamos voltando, já tinha feito 1,5 km, e subido algumas escadas (que eu achava que era apenas alguns degraus), deparamos com uma guarita que fica um segurança, estava com as pernas á tremer..., e então parei para recuperar e beber uma água fresquinha que compramos em um carrinho de uma Sra. que estava lá á vender, e então perguntei para o segurança quantos degraus tinha ao total do percurso (passeio), e ele me disse 1.300 graus de uma extremidade á outra, e ainda ele me disse, só esses 1,5 km que eu tinha percorrido, já tinha feito 500 degraus, o qual foi a minha cara de espanto, porque lembram que mencionei acima que fui preparada mentalmente para 500 degraus ao total? Pois bem, informação é tudo minha gente...kkkk...
E depois que descansei segui o percurso...

E aqui terminei o passeio onde comecei, e não acreditando que tinha feito ao total 17 Km, e supostamente 2.600 degraus, já que o primeiro segurança tinha me dito que ao total de degraus só ida seria 1.300 então ida e volta daria 2.600, perguntei novamente á outro segurança, e ele me disse que são 1.378 e não 1.300, somando 2.756 degraus, se bem que os 78 que "faltaram" supostamente na conta matemática :-), não faria tanta diferença para quem fez mais de mil, mas rapidamente fiz a conta, e faz sim toda a diferença...kkk...
Bom, o mais importante aqui, não é a conta matemática correta, e sim o passeio, que é incrível, e que parece cansativo, na verdade é, mas como é passeio, a gente vai parando, comendo, bebendo muita água para aguentar o pique..., e tudo torna prazeiroso e delicioso de fazer...e que eu Daniela super recomendo para quem ama aventuras na natureza...
 
Ah, uma sugestão, é para levarem lanches, frutas, água...
Eu levei, mas também se não se importarem de gastar, não se preocupem com isso, porque tem vários lugares ao longo do caminho para comer e beber..., como eu não sabia, levei.
 


E aqui termino o relato dessa experiência incrível, e de muita superação pessoal..., que deixou muitas saudades e um gostinho de quero voltar em breve ❤❤❤

Espero que tenham gostado de conhecer um pouquinho mais de um cantinho que é um paraíso em Portugal! E eu super recomendo o passeio, para quem está ou vem para Portugal, uma coisa eu posso garantir, a visão é incrível e maravilhosa, para quem gosta de aventuras e natureza, com toda certeza vai amar mais essa experiência.

Ah, tentei gravar um vídeo, mas consegui poucas imagens, e está lá na fanpage aqui.

Tenham um lindo e abençoado domingo...E um bjinho da Dani meus amores ❤