Mostrar mensagens com a etiqueta Culinária. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Culinária. Mostrar todas as mensagens

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Rabanada fit na minha versão...

Olá!

Meninas, quem aí ama uma rabanada?
Eu amo, e ontem me deu uma vontade de comer, e foi aí que lembrei que tinha uma receita na versão mais saudável que fiz no início do meu processo de emagrecimento em 2014, então fui pesquisar no meu blog e achei aqui, corri para colocar em prática e venho compartilhar convosco novamente, pois o final de ano se aproxima e nada melhor que fazer em uma versão mais saudável, né não?
 Vejam *.*!


Ingredientes:
1 ovo;
½ xícara de suco de abacaxi sem açúcar;
2 colheres (sopa) de açúcar mascavo;
½ colher (chá) de canela em pó;
8 fatias de pão integral tipo baguete;
2 colheres (sopa) de mel;
2 colheres (sopa) de coco ralado adoçado;
Oléo de coco para untar.
Modo de preparo:
Em uma tigela grande, bata o ovo, o suco de abacaxi, o açúcar e a canela, até formar uma mistura homogênea. Mergulhe as fatias de pão na mistura, envolvendo os dois lados, até ficarem encharcadas. Aqueça uma frigideira anti- aderente grande em fogo médio e unte com óleo de coco. Cozinhe as fatias de pão, aos poucos, por 2 minutos de cada lado, até ficarem douradas por completo.
Transfira as rabanadas para um prato, regue com o mel e salpique o coco por cima.
O meu modo de preparo:
A única coisa de diferente que fiz, foi usar pão de forma e com a ajuda de um copo moldei em formato de círculos, e sempre faço assada no forno usando papel vegetal ao invés de untar com óleo de coco ou fritar na frigideira, e polvilhei com canela também.
 




Gosto muito dessa versão, pois não sinto muita diferença da receita original, pois "engana" muito bem.

Quem mais ama rabanada?

Tenham um dia docinho, docinho... 
Bjinhos *.*

domingo, 12 de novembro de 2017

Receita: Bolo de skyr.

Olá!

Meninas, ontem estava com vontade de comer bolo de iogurte, então saiu um bolo de skyr fit (mostrei no instastorie, quem viu? @modadadani).

Vejam! *.*


O Skyr (pronúncia islandesa AFI: [scɪːr]) é um produto lácteo islandês semelhante ao iogurte. É feito de leite fermentado, com ajuda das bactériasStreptococcus thermophilus e Lactobacillus bulgaricus, até ter uma forma final de líquido grosso, rico em proteína e com pouco teor de gordura. Faz parte da culinária típica da Islândia desde a Idade Média.


Fonte: Wikipédia.















Ingredientes:

1 pote de 130 gramas de skyr (usei o de frutos vermelhos);

130 gramas de farinha de aveia;

130 gramas de flocos de aveia;

1 colher de sopa de óleo de coco;

1 ovo;

1 colher de chá de fermento em pó.


Modo de preparo: Bater todos os ingredientes no liquidificador até formar uma massa homogênea (bata o fermento em pó por último), depois coloque a massa em uma forma untada e leve ao forno pré- aquecido 180 graus de 30 á 35 minutos dependendo do forno.

Antes de ir ao forno...















E está prontinho para servir... 















A calda que parece uma geléia, foi feita com:

1 xícara de frutas silvestres congeladas;
1 xícara de água;
1 colher bem generosa de mel.

Modo de Preparo: Coloquei em uma frigideira e deixei ferver até ficar na consistência de uma geléia.
















Espero que tenham gostado!


E tenham um doce domingo!

Bjinhos *.*

sábado, 16 de setembro de 2017

Dica de lugar: Culpa da Vontade Hambúrguer Artesanal.

Olá!

Meninas, e o post de hoje é uma dica de lugar que assim como eu, ama hambúrguer artesanal.
Pois bem, a Culpa da Vontade é um lugar pequeno, charmoso, aconchegante, com detalhes fofos, e hambúrgueres deliciosos..., tudo feito artesanalmente e bem na nossa frente. 
Vejam alguns detalhes! *.* 









Com 160g de carne de vaca, queijo cheddar, cebola confitada, bacon, compota de tomate picante, alface e tomate, nasce o hambúrguer MANHOSO.
E claro, acompanhado de umas batatinhas estaladiças e molho.





Viram que fofura de lugar?
Como citei acima, é um lugar pequeno, que as vezes temos que esperar alguns minutos como algumas horas, mas vale cada minuto a espera, afinal os hambúrgueres, o sumo/ suco de limão com hortelã, as batatinhas estaladiças e o molho que acompanha as batatas, são deliciosos...! 
Nesse dia ficamos 30 minutos a espera, e como estava quase na hora de fechar, consegui tirar as fotos com o espaço vazio (coisa rara *.*)!

Para quem está vindo para Portugal especificamente para a Aveiro ou para quem já está cá, fica abaixo a localização, vale mesmo a pena.

Culpa da Vontade.

Rua: Bento Moura, nº 9 loja 201.
Esgueira- Aveiro.

Horário de funcionamento:

De terça-feira a quinta-feira-  12:00 às 15:00 e das 19:00 às 22:00.
Sexta-feira e sábado- 12:00 às 15:00 e das 19:00 às 23:00.

Domingo e segunda-feira- FECHADO.


Espero que tenham gostado da dica de hoje!

Tenham um abençoado final de semana... Bjinhos *.*

sábado, 2 de setembro de 2017

Quiche Saudável de Grão de Bico.

Olá!

Meninas, e hoje venho compartilhar uma receita saudável de um quiche com base de grão de bico.
Vejam! *.*


Ingredientes:

500 gramas de grão de bico cozido;
175 ml de clara de ovo líquida;
1 colher de creme cheese sem lactose;
Queijo ralado a gosto;
Recheio a gosto (eu fiz de atum, ervilha, milho e cenoura);
Orégano a gosto.

Modo de preparo:

Amasse o grão de bico já cozido com um garfo até ficar em consistência de uma massa (eu acrescentei um fio de azeite e temperos na massa, mas é opcional), depois em uma forma com fundo removível envolva a massa.
Depois bata a clara de ovo líquida em neve (castelo), coloque o creme cheese e bata até envolver (coloquei uma pitada de sal).
Agora é hora de montar o quiche, então pegue a massa já envolvida na forma, coloque o recheio, e por cima coloque a clara já batida, depois o queijo ralado, o orégano e leve ao forno pré-aquecido 180 graus por 35 a 40 minutos dependendo do forno.

E está prontinho para servir! Hummm...






Viram como é simples?!


Espero que tenham gostado!

Tenham um maravilhoso e abençoado final de semana... Bjinhos *.*

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau no Porto.

Olá!

Meninas, e hoje venho compartilhar um pouquinho da minha ida na Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau no Porto. Vejam!*.*


Um pouquinho da história...


A terra e o mar.
As duas realidades mais antigas da nação portuguesa.
O nosso mar, para onde se virou Portugal desde o século XV, forjando um império que foi o mais duradouro na História.
Do mar veio o bacalhau, desde cedo pescado numa faina dura em mares longínquos por navegantes portugueses, que aliás lhe chamavam a Faina Maior.
Da terra veio o Queijo Serra da Estrela, por muitos considerado o melhor queijo do mundo.
A Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau visa unir estas duas tradições históricas nacionais: a terra e o mar. Mas visa também unir estas outras duas tradições gastronómicas: o pastel de bacalhau e o queijo Serra da Estrela.
Das raízes do nosso passado, trazemos assim os sabores e as memórias que constroem o nosso presente: Pastel de Bacalhau com Queijo Serra da Estrela.
Esta é a nossa tradição, este é o nosso património e este é o nosso futuro: sermos hoje o que outrora fomos. “É a voz da terra ansiando pelo mar”, como dizia Fernando Pessoa.


A minha experiência...















Detalhes da entrada...



















Quando entramos logo a nossa direita, avistamos esse cantinho onde é feito os pastéis de bacalhau, fica mesmo aos olhos nus...















Logo ao lado temos o balcão onde fica os assistentes com os pastéis já prontos para servir...

















Depois de pagar, pegamos os pedidos e temos a opção de escolher onde queremos comer e temos a opção de: comer lá fora ao ar livre, ou nas duas salas que estão disponíveis nos andares de cima. E esses são alguns detalhes do primeiro andar que foi a minha escolha...



















Provei as duas opções: O tradicional e o com queijo da Serra da Estrela...



















Depois que comi, subi no terceiro andar, onde avistei essa sala, que além de linda e luxuosa, tem uma bibliteca...















Uma pausa para a foto...kkkk...


Quando subimos no terceiro andar tem a história da Torre dos Clérigos (que fica bem próxima) na parede na entrada da sala.



















A experiência foi incrível..., um lugar lindo, moderno, chique, luxuoso e ao mesmo tempo com a simplicidade e a tradição dos ingredientes e de história, a começar pela confecção dos pastéis, que é feita de forma tradicional e manual perante aos nossos olhos.
Vale a pena a visita para quem está ou vem para Portugal.

E tem duas Casas, em Lisboa e no Porto, fica aqui abaixo as localizações.

Rua: Augusta, 106- Lisboa.

Rua: Campo dos Mártires da Pátria, 108- Porto (bem próxima a Torre dos Clérigos).

Ah, outro detalhe.

Os pastéis custam 4,00 € cada.
Bebidas são em média 3,00 €.
Foi sugerido um cálix de vinho do Porto que vem em uma pequena prancha que podemos trazer para casa, por 5,00 € (o cálix de vinho e a prancha).
Apesar dos preços serem um bocadinho elevados em comparações com os tradicionais, vale a pena a visita, pois os pastéis são deliciosos e o tamanho também é bem maior que os convencionais.
GOSTEI MUITO MAIS COM O SABOR DE QUEIJO DA SERRA DA ESTRELA, como foi sugerido por um dos muitos funcionários da casa, mas mesmo assim quis provar o tradicional sem queijo.

E está no meu canal no youtube um mini vlog, é só clicar aqui.

Tenham uma linda e abençoada semana!

Bjinhos *.*


sexta-feira, 23 de junho de 2017

Receita: Maria-Mole Fit/Protéica.

Olá!

Meninas, e hoje vos trago uma receita de maria-mole fit/protéica que vi no instagram da top blogger fitness @gabrielapugliesi que foi o seu nutricionista @lucianobrunocs quem passou, mas a receita é da @amirakalaf e agora podem encontrar aqui no meu blog também...kkk. Incrível como compartilhar nos inspira a testar "coisas" novas, não acham?!

Um pouquinho da história desse doce.

A "maria-mole" (ou maria mole) é um doce típico brasileiro com açúcar, claras em neve, gelatina incolor e – opcionalmente –coco ralado para a cobertura. Depois de pronto fica mole, com a consistência esponjosa semelhante à do "marshmallow", mas não pegajoso. É bastante apreciado nas festas juninas, equivalendo como um "marshmallow brasileiro".
O doce foi criado em São Paulo por Antonio Bergamo descendente de Italianos que fabricava doces. Na tentativa de aproveitar as claras de ovos, conseguiu um suspiro mais consistente e adicionou gelatina à receita. Após esfriar verificou que, ao contrário das expectativas, não endureceu, ficou mole, daí surgiu o nome Maria Mole.
Fonte: Wikipedia.

Vejam a minha como ficou! *.*














Ingredientes:

✔2 scoop de whey de baunilha (o whey tem que ser gostoso);
✔200 ml de leite de coco (pode ser usado o leite de coco em pó, mas como não achei para comprar aqui em Portugal, usei o leite mesmo);
✔Gelatina sem sabor já preparada;
✔Coco ralado.

Modo de preparo: Bater no liquidificador o whey com o leite de coco, depois acrescente a gelatina sem sabor já preparada (como manda a embalagem), e volte a bater.
Coloque em uma forma untada com óleo de coco ou em forminhas de silicone (eu usei papel vegetal), e coloque para gelar por 2 horas ou mais. Depois de gelar corte em quadradinhos e passe no coco ralado.
E está prontinha sua maria-mole fit/protéica! 😋😋😋

O meu passo a passo. 






Como diz o Dr. Luciano em sua postagem, maria-mole tem memória afetiva, lembra infância e para quem é do interior assim como eu, sabe que é muito comum esse tipo de doce, e conseguir adaptar com ingredientes saudáveis é melhor ainda, não acham?!

Espero que tenham gostado!
Eu fico muito feliz quando encontro essas receitas com adaptação de ingredientes, acho maravilhoso.
E vocês, também gostam?

Tenham um maravilhoso e abençoado final de semana!
Bjinhos *.*

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Receita: Beijinho de milho.

Olá!

Meninas, e hoje vos trago uma receita de beijinho de milho que vi no facebook, e a receita é da Tastemade.
Vejam!*.*














Ingredientes:

1 lata de leite condensado;
1 xícara de milho;
1 xícara de coco ralado;
1 colher de manteiga.

Modo de preparo: Bater no liquidificador o leite condensado e o milho, depois coar e em uma panela cozer, quando tiver a ferver, coloque o coco ralado, mexa e deixe ferver em ponto de enrolar.
Coloque para esfriar e depois faça bolinhas e envolva no coco ralado.

Abaixo o meu passo a passo.


















E o meu ficou assim!

















O que fiz de diferente foi usar coco natural, comprei e ralei em casa, e depois comprei coco laminado para envolver.
Ah, não uso manteiga para fazer beijinho, então também não usei para essa receita. 😊

Ficou uma delícia e eu recomendo para quem ama milho e coco ralado como eu! 😋

Tenham um excelente feriado...docinho, docinho...Bjinhos da Dani 😙😙😙